16/05/2022 às 22:07

Meu relato de parto - Bianca

40
4min de leitura

Impossível falar do parto da Bianca sem antes relembrar o parto do meu filho mais velho, o Emanuel. Um parto normal com algumas intervenções, que apesar de não ter sido desrespeitada, me deixou nesses 3 anos com a sensação de que eu poderia ter feito mais por mim mesma. Nesse parto eu não tive doula e nem EO, e sempre falei para o meu marido que só teria outro bebê se tivesse equipe completa, eu não iria “sozinha”.

Em maio de 2021 tirei o DIU e em julho o positivo já veio e comecei a busca pela equipe. Cheguei até o Coletivo Lótus por indicação de uma EO conhecida. Também já conhecia a doula Samira Souza desde a minha outra gestação, não foi difícil escolhe-la.

Minha gestação foi muito tranquila e confesso que eu mal vi passar. Segundo filho que fala? Rs

Aliás, por ser minha segunda gestação eu coloquei na cabeça que com certeza eu não chegaria na DPP porque nasceria antes, mas dona Bianca resolveu fazer um conchavo com o irmão mais velho. Eu passei a gestação toda dizendo para o Manu que a irmã nasceria na época da Páscoa, numa tentativa de fazê-lo ter um pouco da percepção do tempo. Ele repetiu durante toda a gestação “eu vou ter uma irmã, a Bianca, ela nasce na Páscoa”.

Quando cheguei em 40+5 a Dra Andressa me recomendou a consulta de indução natural no dia seguinte. Nesse dia também era sexta-feira santa e levamos o Manu no Jardim Botânico, eu andei muito aquele dia.

Sábado 40+6! Acordei, escovei o cabelo, fiz as unhas e pintei da cor, curiosamente, chamada “Tâmaras” kkkk. A tarde fui na consulta com a EO Sol, ela fez o descolamento de membranas, me passou um combo de homeopáticos e uma receita de chá para tomar aquele dia. Ela me deu tchau e falou “até amanhã”. Mas na consulta ela também me falou sobre aspectos emocionais que poderiam estar me atrapalhando a entrar em TP e eu saí de lá enxergando algumas coisas sob outro ponto de vista. A noite nós jantamos pela última vez só os três, depois eu fui fazer o Manu dormir, expliquei que logo a irmã chegaria, mas que ele iria continuar sendo meu menininho. Fui tomar meu banho chorando porque nem sempre na missão de criar pessoinhas nós percebemos quando fazemos certas coisas pela última vez. Depois disso tomei o chá e fui dormir. Acordei 01:30 acelerada, como se eu tivesse tomado uns 5 energéticos, até pensei: “o que tinha naquele chá da Sol?” kkk. Logo começaram algumas contrações e chamei a doula e a EO Suzana no whats, ela me pediu para ir pro chuveiro, eu fui e fiquei lá até um pouco antes da doula chegar,

Minha doula, a Sami estava em outro parto, então quem veio para minha casa foi a Kali, um anjo, perfeita.

03:30 a Kali chegou. Fora do chuveiro as contrações ficavam sem ritmo, mas lembro de sentir pressão no cóccix.

04:40 a Suzana chegou. Eu estava bem, com contrações, mas estavam suportáveis. A Su perguntou se queria ser avaliada, aceitei porque eu precisava acionar minha mãe a tempo pra ficar com Manu. Ela avaliou e eu estava com 7 cm, decidimos ir para o hospital.

Nesse intervalo entre sair de casa as dores foram aumentando. Chegamos na maternidade as 05:50 e encontramos a Dra Jullie. Não lembro quanto tempo demorou meu internamento, mas não foi muito. Ali na recepção a dor foi só aumentando, vomitei de dor.

Quando entrei na sala de parto eu pedi pra ir direto pro chuveiro. Não conseguia mais ficar de pé, sentada na banqueta também não gostei. Enfim, me ajoelhei no chuveiro e ali eu fiquei até o fim.

Lembro de chamar a Su e dra Jullie para pedir analgesia, eu estava com muita dor já, mas por dentro eu só pensava “não, Fernanda! Você já fez isso uma vez e depois se arrependeu!”, até chorei de raiva no chuveiro. Kkk

Eu fiz mentalmente a conta de quanto tempo levaria pra eu conseguir levantar, sair dali, avaliar e esperar o anestesista, enfim.... julguei inviável.

No meio dessa crise interna: PLOC! Estourou a minha bolsa!

Senti a cabeça e o tal círculo de fogo, morria de medo dessa dor, mas no meu caso achei as contrações bem piores. Só deu tempo de gritar pra dra Jullie que iria nascer ali mesmo, eu não conseguia me movimentar mais e ela literalmente entrou no chuveiro pra poder amparar a Bianca. Acho que em três contrações ela nasceu!

Eu só conseguia pensar: “Meu Deus, acabou! Consegui!”.

Bianca nasceu 7:12, na troca de plantão do coletivo. Eu lembro de olhar e ver que time maravilhoso estava ali. Bianca teve 2 EOs e 2 obstetras assistindo ela chegar.

Quando a Sol chegou ela me disse “eu falei que iria te ver hoje!”.

Consegui minha Golden Hour, e tudo mais que estava no meu plano de parto.

Eu só tenho a agradecer a todas que estiveram comigo na chegada da Bianca. O nascimento dela foi muito mais perfeito do que eu imaginei.

16 Mai 2022

Meu relato de parto - Bianca

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL
Logo do Whatsapp